Alergias: a difícil tarefa para quem pratica desporto ao ar livre

A estação primaveril chegou no seu melhor: espera-se que as temperaturas meteorológicas aqueçam um pouco e é certo que os dias são cada vez maiores. É, também, uma época de alguma contradição para quem sofre de alergias, que atingem níveis elevados e difíceis de suportar nesta altura. Torna-se fundamental saber identificar que tipo de alergias nos afetam e como as podemos facilmente tratar ou prevenir.

O que é uma alergia?

Segundo a CUF, as alergias são respostas exageradas do nosso organismo face a um contacto com o ambiente que nos rodeia, sendo mais frequentes quando já existe uma tendência na família para a sua ocorrência. Para além da genética, existem outros fatores que promovem o aparecimento de alergias, nomeadamente situações relacionadas com o estilo de vida das pessoas. É o caso do sedentarismo, alterações na dieta, obesidade, poluição dentro e fora de edifícios, exposição a alergénios ou o consumo excessivo de medicamentos.

O reconhecimento correto e atempado permite delinear certas medidas de atuação eficazes em termos de diagnóstico e de tratamento.

Como evitar o contacto com os alergénios?

Em espaços exteriores:

Os pólenes são os alergénios mais importantes e comuns do ambiente exterior. É aconselhado:

  1. Evitar caminhadas ou corridas nos dias mais quentes e com ventos fortes
  2. Evitar correr em locais de grande concentração de pólen, nomeadamente jardins ou campos, especialmente no período da manhã
  3. Tomar um duche antes de dormir para remover o pólen na pele e cabelos
  4. Manter as janelas de casa/trabalho fechadas durante o dia, optando por fazer uma ventilação mais para o final do dia
  5. É fundamental evitar o fumo de tabaco, ativo e passivo, dado que aumenta o aparecimento de asma e outras doenças alérgicas.
  6. Deslocar de carro com as janelas fechadas e os motociclistas devem usar capacete integra
  7. Conhecer o boletim polínico da região onde vive/trabalha (disponível em http://www.spaic.pt/)

É, também, de igual importância ter em atenção aos espaços interiores:

Os ácaros do pó doméstico representam a principal causa de alergia na população portuguesa. Para evitar o contacto com este tipo de alergénios é aconselhado:

  1. manter os espaços interiores arejados e ventilados (adequadamente)
  2. evitar alcatifas ou tapetes
  3. não manter peluches ou objetos que acumulem pó no quarto
  4. usar aspiradores com filtro de alta eficiência
  5. controlar a humidade relativa em valor inferior a 50%

Mais informações aqui.