Correr na praia: dicas e benefícios

Sim, é possível praticar exercício físico até na praia!

Além de partilharmos alguns exercícios perfeitos para treinar na praia, também abordamos os benefícios que este local pode proporcionar a uma rotina de treino. Se vive perto de uma zona balnear e tem por hábito correr/caminhar ao ar livre, provavelmente já terminou o treino várias vezes na praia. Mas se nunca o fez, está na hora de aproveitar os benefícios que pode proporcionar à sua performance…e não só!

Correr na praia não é uma atividade muito comum, no entanto os benefícios são vários. Claro que não deixa de ser um desporto desafiante, uma vez que correr na areia não é o mesmo que correr no asfalto, mas pode ser um bom complemento numa rotina desportiva.

Benefícios de correr na praia:

  • Melhoria do equilíbrio e da coordenação
  • Melhoria da performance e da técnica de corrida
  • Maior trabalho de força e tonicidade
  • Melhor preparação para qualquer superfície
  • Treino mais exigente, mas mais eficaz
  • Menos força de impacto, o que é benéfico para as pernas, uma vez que correr na areia exerce menos pressão nas articulações e nos ossos
  • Maior gasto calórico
  • Mais efeitos em menos tempo
  • Mais bem-estar

O facto de a areia ser uma superfície que não é estável (como o asfalto), obriga a um maior trabalho de equilíbrio e coordenação, o que se verifica mais benéfico na prática de outras atividades desportivas. Além disso, prepara o corpo para treinar em qualquer outra superfície, podendo ser um excelente treino para quem procura desafiar-se em trails, por exemplo. O corpo obriga-se a um maior ajuste ao nível dos movimentos, prevenindo o risco de lesões.

No início pode ser bastante difícil, mas há medida que se vai ganhando hábito o próprio corpo começa a adaptar-se naturalmente ao solo e às suas exigências. Desde o controlo do impacto no solo à posição em que os pés assentam na areia, todos os aspetos são importantes para evitar posteriores lesões.

Sabia que a areia é capaz de absorver a energia das nossas passadas? 

Ao absorver essa mesma energia, o corpo é obrigado a um esforço ainda maior – daí se tratar de uma atividade muito exigente. No caso da corrida em asfalto, o processo é o oposto: o solo garante o impulso necessário à passada, ao invés de reter a energia. Já numa corrida na areia, o que acontece é que perdemos esse impulso para a frente, o que vai exigir um esforço redobrado, principalmente ao nível dos músculos das pernas, para compensar essa perda de energia.

Um outro dado curioso está relacionado com o impacto da passada na areia. Por se tratar de uma superfície mais suave, é necessária menos força no impacto das nossas pernas a cada novo passo. Ao absorver a energia, há também menos pressão nas articulações e nos ossos, o que reduz a possibilidade de lesões.

Mas o maior benefício é mesmo a promoção de bem estar! A paisagem tipicamente calma e tranquila, assim como o ar puro que se respira durante a corrida, é o melhor estímulo que podemos dar ao corpo.

Dicas para tirar mais proveito da corrida na praia:

Aquecimento

Por se tratar de um treino muito exigente, é aconselhado um aquecimento adaptado à corrida, para garantir a ativação muscular e reduzir o risco de lesões. No final da corrida, deve deixar esfriar o corpo com uma pequena caminhada, reduzindo gradualmente a passada. Mergulhar no mar, já com o ritmo desacelerado, é uma ótima forma de maximizar a recuperação muscular.

Correr descalço

Primeiro, é importante conhecer bem o areal da praia em que corremos. Perceber se é uma praia limpa ou se podemos ter a infelicidade de pisar algum objeto cortante, o que pode resultar em consequências mais graves. No entanto, se se sentir confortável, saiba que correr descalço proporciona ainda mais benefícios. Isto porque, ao correr com sapatilhas, temos tendência a pousar primeiro o calcanhar no solo – o que vai ser prejudicial ao nível dos calcanhares, por se tratar de impactos contínuos, aumentando o risco de lesões nas articulações.

Ao correr descalço a tendência é pisar primeiro com o antepé ou com a parte do centro do pé. Este movimento permitirá uma melhoria da performance e da técnica da corrida.

Garantir sempre proteção solar

É muito importante garantir a proteção solar, independentemente da hora, da temperatura ou do estado do tempo. É cruciar proteger a pele contra os danos prejudiciais dos raios UV. A frescura que se faz sentir ao correr muito perto da água pode ser muito traiçoeira, pelo que deve sempre já sair de casa com uma boa camada de protetor solar no corpo todo. Antes de iniciar a corrida, volte a reforçar as áreas mais expostas ao sol, nomeadamente: rosto, peito e ombros/braços.

previous post