Pedro Pichardo conquista o ouro em Tóquio

Pedro Pablo Pichardo fez história em Tóquio: subiu ao lugar mais alto do pódio, depois de um brilhante salto de 17,98 metros, num novo recorde nacional. O atleta de triplo-salto termina os Jogos Olímpicos com uma medalha de ouro, que vem juntar-se ao bronze de Jorge Fonseca (Judo) e ao de Fernando Pimenta (Canoagem) e à Prata de Patrícia Mamona (Triplo Salto).

Pichardo já viria a tomar a dianteira da final ao abrir o concurso com um salto de 17,61 metros, a mesma marca do segundo momento até chegarmos à terceira e última oportunidade com um fantástico salto de 17,98 metros.

©Ben STANSALL / AFP

O atleta português, natural de Cuba, sagra-se campeão da modalidade aos 28 anos, batendo o recorde nacional por três centímetros. Ao saltar 17,98 metros, Pichardo ultrapassou o burquinense Fabrice Zango (17,47) e o norte-americano Will Claye (17,44) – medalhas de prata e bronze, respetivamente.

Desta feita, Portugal conquista uma das melhores prestações em Jogos Olímpicos, superando os resultados de Los Angeles 1984 e Atenas 2004.

©LUSA

A conquista do ouro foi seguida de uma volta honrosa ao estádio olímpico com a bandeira nacional às costas. Em declarações à RTP: “Estou mais feliz. Sou campeão olímpico. Queria ultrapassar os 18 metros e ser o primeiro português a fazê-lo. O que tínhamos planeado era saltar 18,40. Era essa a marca que estávamos à espera, mas durante o aquecimento comecei a sentir alguma dor. Mas consegui fazer este salto e levar a vitória para o país. Quero dizer muito obrigado a todos, pela forma como me receberam desde o primeiro dia que cheguei a Portugal”.